Ciência do início da vida

Sobre a importância dos cuidados maternos

Ontem, justamente quando postei um texto sobre “A saúde dos bebês”, recebi um email enviado pela Dr. Eleanor Luzes (Ciência do Início da Vida) com um vídeo anexado de uma apresentação  no Parlamento inglês do Lord Northbourne, que por 2 horas citou vasta  documentação científica sobre a importância dos cuidados maternos para o desenvolvimento de um adulto sadio física e mentalmente.

 Para quem se interessar clique aqui e assista. (lembrando que o vídeo está em inglês)

A saúde dos bebês

 

Auxiliar a saúde dos bebês = a verdadeira esperança para o futuro.

A mensagem desta frase foi enviada pelo American College of Orgonomy em uma carta que tive em mãos, esta semana.

Acredito que qualquer profissional da saúde, implicado em seus estudos e contribuição a sociedade, entenda o que isto quer dizer.

Não podemos mais continuar ignorando o fato de que a vida no útero é fundamental para o resto da vida do ser humano, como também o momento em que ele chega ao mundo, e ainda suas primeiras impressões, sua relação com este mundo.

Obviamente contamos com a inteligência, com a vontade, etc., com a capacidade do indivíduo em recriar sua vida, resolver seus conflitos. Contudo, a contribuição que é possível dar a este início de vida sabendo de sua importância e repercussão é fantástica e não deve ser menosprezada ou negada ao bebê pelo simples fato de estarmos todos vivos e termos sobrevivido até então ignorando este conhecimento.

Se reconhecermos em nossa sociedade a frieza, a indiferença, a falta de empatia e amor, reconheceremos a forma como tratamos nossos bebês, nossas crianças e seremos então capazes de imaginar que estas características se perpetuarão até que olhemos de fato para o início da vida de todo ser humano e reconheçamos o bebê como um ser vivo, consciente e pulsante com uma demanda única: AMOR.