Ciência do início da vida

Anúncios

A saúde dos bebês

 

Auxiliar a saúde dos bebês = a verdadeira esperança para o futuro.

A mensagem desta frase foi enviada pelo American College of Orgonomy em uma carta que tive em mãos, esta semana.

Acredito que qualquer profissional da saúde, implicado em seus estudos e contribuição a sociedade, entenda o que isto quer dizer.

Não podemos mais continuar ignorando o fato de que a vida no útero é fundamental para o resto da vida do ser humano, como também o momento em que ele chega ao mundo, e ainda suas primeiras impressões, sua relação com este mundo.

Obviamente contamos com a inteligência, com a vontade, etc., com a capacidade do indivíduo em recriar sua vida, resolver seus conflitos. Contudo, a contribuição que é possível dar a este início de vida sabendo de sua importância e repercussão é fantástica e não deve ser menosprezada ou negada ao bebê pelo simples fato de estarmos todos vivos e termos sobrevivido até então ignorando este conhecimento.

Se reconhecermos em nossa sociedade a frieza, a indiferença, a falta de empatia e amor, reconheceremos a forma como tratamos nossos bebês, nossas crianças e seremos então capazes de imaginar que estas características se perpetuarão até que olhemos de fato para o início da vida de todo ser humano e reconheçamos o bebê como um ser vivo, consciente e pulsante com uma demanda única: AMOR.

Olá!

A Roda Materna surgiu da intenção de criar um movimento, uma ação de incentivo e reverência à experiência da maternidade, especialmente à maternidade ativa,consciente.

Espero que esse movimento, por menor que seja,  comece e reverbere como quando uma pedra é jogada em um lago provocando uma ressonância infinita. Isto porque acredito que a mudança na sociedade, tão desejada hoje em dia por tantas pessoas (como eu e talvez como você), só se torna possível ao olharmos para o início da vida. Todos nós, indiscutivelmente, chegamos a esse mundo através da concepção, da vida no útero e do parto, motivo suficiente para nos voltarmos a tal período da vida. E hoje, podemos dizer que é enorme o número de pesquisas acerca da psicologia e medicina pré e perinatal que confirmam a importância do trabalho de promoção de saúde e prevenção no início da vida do ser humano. Estes recentes estudos científicos reforçam um conhecimento tão antigo quanto nos mostra o registro da história da humanidade, de que a concepção, a gestação e o parto devem ser tratados como momentos de crucial importância para as pessoas envolvidas, a sociedade, a humanidade.

Wilhelm Reich, grande contribuidor da Psicologia, chamou este trabalho de prevenção da neurose, impedindo ao máximo possível que esta se perpetue de pais para filhos, para que as gerações futuras possam ter  um desenvolvimento mais saudável. Desta forma o trabalho com os pais antes da concepção, ou mesmo já na gestação é fundamental para que isto aconteça. Segundo este autor, este é o trabalho que realmente vale a pena ser feito na vida. 

Michel Odent, obstetra francês mundialmente conhecido, diz que este é o caminho para mudar o mundo.

E eu, concordando com estes dois grandes autores, quero dar minha humilde contribuição e fazer parte deste ‘pequeno’ projeto de mudar o mundo (rsrs).

Espero que o fluxo do movimento desta roda seja constante e repleto de energia, vibrante!

Grande abraço,

Beatriz.